O vice-presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse nesta quarta-feira (9) que acatará "plenamente" a decisão do Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) de adiar a posse do presidente, Hugo Chávez, e estender o atual governo enquanto o governante se recupera em Cuba.