A Polícia Militar de São Paulo optou por fazer uma "operação educativa" e não multar quem descumprir as novas regras estabelecidas pelo Conselho Nacional de Trânsito. Os motoboys pedem que a implantação da lei seja adiada em um ano, para que a categoria consiga se adequar às regras.