Greves e protestos se multiplicaram nesta segunda-feira (18) no Paquistão para pedir uma resposta do governo à onda de ataques contra a minoria xiita no país. Milhares de manifestantes se recusam a enterrar os familiares, em um ato de grande peso simbólico entre os muçulmanos.