A revolta contra o regime do presidente Bashar al-Assad na Síria segue implacável por um caminho de destruição ao completar dois anos em março.