A oposição síria não vai dialogar com o regime do presidente Bashar al-Assad. A declaração foi feita nesta terça-feira em Istambul pelo primeiro-ministro interino da rebelião, Ghasan Hitto, que acaba de ser eleito para o cargo.