O ex-presidente da França, Nicolas Sarkozy, nega ter se aproveitado da fraqueza da herdeira da L´Oreal, para obter doações de campanha. Indiciado por "abuso de incapaz", ele afirma estar sendo perseguido. De Paris o correspondente da Rádio BandNews, Milton Blay, tem as informações.