A França acusou a Síria de lançar bombas de fragmentação no conflito que já dura mais de um ano e meio no país. A acusação foi feita mesmo depois de o regime de Bashar al-Assad negar o uso deste tipo de arma.