A Grécia conseguiu, nesta terça-feira (27), respirar aliviada depois de vários meses de tensão. A União Europeia e o Fundo Monetário Internacional concordaram em liberar os empréstimos prometidos e afirmaram que vão ajudar o país a reduzir a enorme dívida pública.