A Otan alertou nesta terça-feira (4) que uma eventual utilização de armas químicas por parte do regime do presidente da Síria Bashar al Assad é inaceitável para a comunidade internacional. A organização se dispôs a autorizar o posicionamento de mísseis Patriot para proteger a Turquia de possíveis ataques sírios.